quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Livros Para Entender o Nazismo

Entenda o Nazismo
O história européia não é uma das mais amigáveis e, certamente/infelizmente, as duas grandes guerras contribuíram para esse legado obscuro que a Europa carrega até os dias atuais. São períodos importantíssimos e tão superficialmente abordados no colégio, deixando a desejar o estudo de um assunto que tem tanto a nos oferecer. 

Embora eu não seja historiador, eu leio bastante sobre guerras tanto pela curiosidade, quanto pelo conhecimento e penso que estou apto as posteriores recomendações. Vale a pena lembrar que  você deve buscar não apenas se informar, como também se emocionar com as histórias. Passei a ver o mundo de outra forma graças a esses livros: 

O Sobrevivente (2000) - Editora: Record


Foi meu primeiro livro sobre o holocausto e até então não achei um tão bem explicativo. Li coisas neste que não encontrei em nenhum outro - talvez, por acharem que tais acontecimentos não tinham relevância, mas que realmente tinham. 

O sobrevivente conta sua experiência, a de Aleksander Henryk Lak (o autor), em 6 anos em campos de concentração. Infelizmente falecido ano passado, Aleksander conseguiu nacionalidade brasileira após fugir de Auschwitz e deixar sua terra natal, na Polônia, depois da Segunda Guerra Mundial. Todo esse percusso é narrado no livro e merece muito, muito o seu tempo. 


Escondendo Edith (2009) - Editora: Melhoramentos


Não tenho muitas memórias sobre esse livro porque o li há um tempinho já  - e nessa mesma época eu estava fazendo uma maratona de livros sobre Segunda Guerra Mundial/Holocausto e as informações se misturaram. Mas se tem uma coisa que consegui lembrar é que ele é bom demais. E isso é muito importante. 

Edith Schwalb, austríaca e judia, tinha apenas 6 anos de idade quando Hitler havia invadido o seu país.  Graças a amigos - que trabalhavam para o exército - a família de Edith fora informada sobre as atrocidades dos nazistas e então é forçada a abandonar suas vidas em Viena e partir rumo a sobrevivência. Esse foi o único livro que li sobre fugas no período de guerra e achei digno de listagem. Esse é mais um livro autobiográfico. 

O Pianista (2008) - Editora: BestBolso


Quem nunca assistiu o filme no ensino fundamental que atire a primeira pedra. Assisti na oitava série, mas, como eu era o capeta em sala de aula, não dei menor atenção para o filme e preferi tocar o terror na sala, instead. 

Depois de dois anos eu assisti o filme - de verdade - e confesso que achei bem mediano, nada tão uau como me disseram. Aí, no ano passado, sem mais o que fazer, comprei o livro de bolso e resolvi rever a história e me surpreendi. Ele é um livro super cheio de informação e com momentos absurdos.

Seu foco é na área urbana, como as coisas aconteceram dentro das cidades e não nos campos de concentração (como no caso de O Sobrevivente), na zona rural (como no caso do Escondendo Edith). Ele, como tantos outros livros (O Rouxinol, como exemplo), é a prova de que nem todos os representantes dos Países do Eixo foram adeptos a suas ideologias

3 comentários

  1. Esse é um capitulo triste da historia...é bom aprender para não se repetir...boas indicações....
    Gostei, muito legal ^_^
    Blog ArroJada Mix
    Divulgação de Blogs

    ResponderExcluir
  2. Melhor fica aki no blog da marcela, do q ir propro carnaval...

    ResponderExcluir