sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Dois Dedos de Prosa com Mr. Gabriel Marques

Gabriel Marques
"Acredito que a arte de verdade sai naturalmente, e não dilatada e mastigada e refeita várias vezes. Busco trabalhar com quem aceita minha arte, com quem está aberto a ela, e que também admire ela, para poder ser o melhor de mim sempre". foto: divulgação.

Apesar da internet ser o meio mais eficaz de se obter reconhecimento, em contrapartida, a supersaturação de conteúdos, alguns bons e outros nem tanto, acaba se tornando um empecilho para pessoas que tem coisas surpreendentes a mostrar, como é o caso do Gabriel.

Gabriel Marques, 31, nascido e criado no estado de São Paulo, desde 2007 vem produzindo conteúdo para internet, mostrando suas ilustrações dos ícones do cenário pop, inicialmente no Flickr, posteriormente no Facebook e agora também no Instagram. E através das mídias sociais, seu trabalho - maravilhoso, inclusive - tem se destacado, recebendo críticas positivas e chamando atenção de artistas internacionais como Lady Gaga, Marina and the Diamonds e integrantes do Spice Girls, Mel B e Emma. Merecido!

Desde muito cedo a arte se faz presente na sua vida. Não se limitava onde e quando desenhar. A usava como um escape do mundo real, já que não era tão difícil devanear, né? Gabriel sofria de déficit de atenção durante as aulas e seres mitológicos eram seus favoritos na hora da produção na sala de aula.

Ele é formado em Programação Visual e até mesmo na faculdade ele conseguia trazer seu dom para fins acadêmicos. Era evidente seu talento, mas disso ele ainda não tinha certeza. Foi com o comentário do um amigo que ele se descobriu um sucesso "pareceu um alinhamento de vários planetas. Muitas situações apareceram naquele momento para que eu percebesse que eu poderia ser melhor do que/quem eu era", disse em uma entrevista via e-mail.

Sim, ele trabalha na área como designer freelancer, produzindo quadros com tinta acrílica e também com tatuagens. Ele é muito aberto, versátil com a sua arte. Ele está disposto a adaptações para possíveis colaborações. No momento, além de trabalhar para a diviníssima Marina, ele também está trabalhando em um projeto para o exterior. Tentei fazer algo diferente do que é de costume e listei cinco tópicos e pedi que ele opinasse sobre eles. Confira abaixo:

Arte no Brasil

O hábito de apreciar arte é bem relativo, e esse porcentual pode estar certo ou não, mas sei que tem meios e meios de se destacar como artista no Brasil e como apreciar boa arte por aqui também. Percebo que o apoio cultural hoje em dia é bem maior do que nos meus anos de faculdade se for comparar.
Eu, de alguma forma, aprendi a trilhar meu próprio caminho, e dou preferência sempre em expor meus trabalhos com legendas em inglês porque considero que pessoas do mundo todo estarão vendo/lendo meu trabalho quando posto nas minhas redes sociais, e tive o privilegio de viajar muito desde novo, conheci e conversei com gente do mundo inteiro. Percebo hoje em dia, que se não fosse pelas minhas viagens, eu teria desistido da arte e ilustração e estaria fazendo um trabalho que todo mundo faz. Não estou generalizando porque cada um tem sua história e seu caminho, mas no meu caso, naquela época, eu tive menos motivação artística estando no Brasil, do que em qualquer outro pais que estive. Gosto de pensar que fui moldado pelas situações que tive na vida e resultou no que sou hoje.

FKA Twigs
FKA Twigs. Ilustração por Gabriel Marques
Futuro

Pra mim o futuro é sempre incerto, não tem como planejar mais. Já faz alguns anos que deixo ser guiado pelas oportunidades que recebo e fazendo sempre de coração. E cada vez mais tenho recebido oportunidades incríveis só de mostrar minha arte pro mundo nas redes sociais. Claro que tenho meus sonhos, e ideias e etc, mas espero ir realizando aos poucos. Existem já uns projetos em andamento com clientes bem importantes e parece que tudo tá indo bem. Mas sou desses que morre de medo de quando tá tudo bem. Algo ruim pode acontecer a qualquer momento (porque essa é a história da minha vida), mas apesar disso estou sempre bem positivo e aguardando o destino me surpreender com desafios novos. O importante pra mim é fazer a arte com o devido amor que ela merece ser feita, não importa como.

FROOT
Marina and the Diamonds. Ilustração por Gabriel Marques
Sonhos

Sonhos são complicados. É importante ter em mente que a gente pode ter mil sonhos, porém, uns serão viáveis outros nunca, uns serão impossíveis outros podem parecer impossíveis, mas acontecem. Gosto de pensar que "sonho" e "merecimento" andam juntos, e que se você faz as coisas direito (respeita o próximo, faz sua parte, etc...)  coisas boas acontecem. Acredito muito em Karma, e pra mim, realizar um sonho significa ter feito algo muito certo que te deu o direito de ter esse sonho realizado. 
No meu caso, eu tenho muitos ainda, e sei que existe sim a possibilidade de realizar vários deles, assim como posso desistir de vários. Mas talvez a beleza irônica dos sonhos seja essa: abrir mão de uns para ter outros, porque no fundo não dá pra se ter tudo na vida.. E quando se realiza um sonho, tem sempre o próximo para ir atrás, é como se fosse um ciclo constante. Sou bem afortunado de ter realizado vários ao longo da minha vida, alguns na surpresa e outros no planejamento, e talvez isso é o que me motiva a querer mais e mais, mesmo com os que não deram certo, o importante é aprender algo com eles. 

Neon Nature


Neon Nature
Marina and the Diamonds: Neon Nature
Ilustração por Gabriel Marques
Neon Nature foi/está sendo um processo também. Acho que depois que eles pediram o Illustrated Lyric Video de FROOT para postar e a Marina constantemente postando artes minhas, percebi que estaria com ela nessa jornada "FROOT". Depois veio o poster oficial da turnê, que foi uma surpresa bem grande pra mim, e acho que foi por aí que caiu a ficha que ela tava mesmo gostando das minhas coisas. E depois vieram os videos. Quando me pediram os videos para o telão foi um momento bem único na minha vida. Lembro que dancei muito pela casa, coloquei a lista que tenho só de musicas dela e foi uma felicidade plena, eu realmente dancei por muito tempo, eu sorri o dia todo porque sempre lembrava do e-mail que tinha lido. Acho que foi uma mistura de medo com felicidade, mas o medo não reinou muito não. No fundo sabia que ia conseguir lidar com o trabalho e que ia dar tudo certo. Foi bem desafiador, tecnicamente falando, mas aprendi muito, e amei muito poder fazer todo esse trabalho: criar uma floresta inteira especialmente para ela, transformar ela numa boneca robô, e fazer as transições entre as Eras é bem significativo. Até porque também, agora sei que tenho uma visibilidade maior na mídia internacional, e eu procuro muito isso, trabalhar com profissionais da área em outros países para poder espalhar mais a  minha arte para o mundo e particularmente para o mundo Pop. É muito boa a sensação de saber que alguém dá valor para o que faço.

Música Pop


Música Pop foi o que definitivamente mudou minha vida. Música e arte para mim são que nem magia: elas me fazem sentir algo que não dá pra explicar. Aqueles momentos de arrepio, de sentir gelar da ponta da nuca até as pontas do pé, que acontecem por algum motivo, são momentos que fazem a diferença para mim, e eu sinto muito isso com a musica pop. Minhas musas e divas para o resto da vida (apesar das mancadas maiores que as próprias plataformas) são as Spice Girls. Eu ouço desde 1997, conheci Say You´ll Be There pela primeira vez, e funcionou que nem um Aleluia na minha vida, uma luz muito forte acendeu sob a minha cabeça quando vi aquelas 5 "drag queens" num deserto cantando aquela música incrível, no mesmo dia que vi o clipe na TV, eu já fui na loja e comprei o álbum "SPICE". Elas realmente fizeram a diferença na minha vida, por N motivos, mas principalmente por acender muito meu lado artístico. Com certeza, ter um dia o reconhecimento delas em algum trabalho seria incrível. Recentemente postei um trabalho pessoal bem grande que fiz delas, ilustrei cada uma bem detalhadas. A Mel B (Scary Spice) curtiu dois posts meu no Instagram, que eram sobre a arte dela e quando foi o aniversario da Emma ( Baby Spice), em janeiro desse ano, ela também curtiu e comentou no post que fiz para ela. Faltam 3, rs. A música pop me influencia muito, e sempre vou deixar me influenciar, é um estilo de música que me motiva. Gosto principalmente do pop dos anos 90, inicio de 2000 por fazer parte do meu crescimento, mas os atuais também são incríveis!

Lady Gaga Do What You Want
Lady Gaga e Christina Aguilera. Do What You Want. Ilustração por Gabriel Marques


E aqui vai uma lista das suas influências: Spice Girls, 
Britney Spears, Christina Aguilera, Backstreet Boys, Hanson, S Club 7, Savage Garden, Westlife, Atomic Kitten, Natalie Imbruglia, All Saints, B*Witched, A*Teens, The Corrs, Nelly Furtado, Pink, Shakira, M2M, Aqua.


Nenhum comentário

Postar um comentário