quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Boa Sorte

Filme Boa Sorte
Imagem: reprodução

Baseado no conto Frontal com Fanta de Jorge Furtado, Boa Sorte é sobre a história do João (João Pedro Zappa), de 17 anos, e seu vício pelo Frontal, calmante de sua mãe, com Fanta laranja, que acaba levando seus pais a interná-lo em uma clínica de reabilitação, assim que descobrem o vício por meio dos efeitos colaterais que já se tornavam evidentes.

Na clinica, ele conhece Judite, personagem de Deborah Secco, bonita, espontânea e em fases terminais do HIV que já não poderia ser mais controlado devido ao alto uso de drogas ilícitas nos últimos anos.

João se apaixona por Judite e eu te pergunto: o que é Frontal com Fanta perto do amor, meu filho? O garoto fica perdidamente apaixonado ao ponto de se arriscar em uma transa sem preservativos, ou, para ser menos dramático, ao ponto de escambar seu iPod por uma única camisinha, minha gente!

Achei o filme maravilhoso, mas não é um dos melhores brasileiros, na minha opinião. Eu sou apaixonado por filmes nacionais e com esse elenco de peso, - Cássia Kis, Fernanda Montenegro e Deborah Secco - não poderia ter sido melhor para o primeiro filme de ficção da Carolina Jabor. E, gente, eu vi lá no Omelete que a Deborah ficou tão empolgada com o papel que, para interpretar sua personagem, ela emagreceu 14 quilos. Pasmem!

Filme Boa Sorte
Imagem: reprodução
O ambiente calmo, sereno, com mobílias antigas, pouca iluminação artificial, e com cores frias ficou a cara de um hospício. Não sei se essa era a intenção, mas parabéns. Ficou ótimo para cenas melancólicas, para as cenas com bastante luxúria e ainda aquelas mais reflexivas por conta do amor ou dos devaneios que seja.

A música também foi outro ponto importante no filme. Graças a ela, você tem mais enfase nas mudanças repentinas de humor dos personagens. João é muito vago, não por conta do ator que não soube se expressar, mas por ele ser vago, aéreo, e desde o inicio não fica claro seus sentimentos, impossível notar o que está por trás das suas ações, se ele está, de fato, gostando  de Judite, e são essas pequenas coisas que intensificam a certeza do telespectador.

Nenhum comentário

Postar um comentário