terça-feira, 6 de outubro de 2015

A Família Bélier

A Família Bélier
imagem: reprodução

Não conhecia Michel Sardou, e isso pode soar como uma ofensa, ignorância, talvez, mas veja pelo lado positivo: A Família Bélier, da melhor maneira possível, o apresentou ao mundo, e fazia um bom tempo desde que eu me emocionei com alguma coisa. Esse filme me fez chorar rios de lágrimas em apenas dois segundos de Je Vole, música de Michel Jardou, na versão da Louane Emera.

A Família Bélier
imagem: reprodução
Nascida em uma família de surdos, e consequentemente mudos, Paula Bélier (Louane Emera) é porta-voz dos pais e do irmão que dramaticamente se fazem dependentes da filha - tipo de coisa que quase todo pai faz, né? Ela entra para o coral do colégio almejando se aproximar do seu flerte, Gabriel (Ilian Bergala), o que se torna algo secundário com o desenrolar do filme. O talento de Paula é descoberto pelo seu professor de canto, Fabien Thomasson (Éric Elmosnino), durante os testes e ele a indica ao concurso anual tão desejado pelos artistas locais, o concurso da Radio France, noticia que deixa seus pais superprotetores em choque, levando-os a criar vários obstáculos para que ela não consiga ir à Paris.

Que eu me lembre, esse é o primeiro filme cem por cento francês que eu assisto e para minha primeira vez não pôde ter sigo melhor. Ele é o tipo de filme que deve ser revisto - exatamente como eu fiz - e para tê-lo em casa para aquele dia de chuva. Sabe dosar tudo para que não se torne chato até o final e que não se torne algo surreal, algo que eu valorizo bastante em todas as artes.

A Família Bélier
imagem: reprodução
Gostei da iluminação e da combinação de cores opacamente sincronizados, que além de tão bem representar o interior francês, não deu impressão tão melancólica, até porque ele também é um filme de comédia.

Os atores, que usam libra boa parte do filme, são magnificamente expressivos e na cena que me emocionou, o francês, o piano e a libra, que lembrou o ballet, foram a combinação perfeita para lágrimas rolar, e rolar, e rolar. Meus parabéns a Karin Viard, François Damiens, Luca Gelberg e a Roxane Duran que já virou a minha queridinha do cinema francês.

23 comentários

  1. QUE INCRÍVEL!!!!!!! (sim, estou gritando) eu gosto muito de livros assim e com toda certeza vai para os filmes que tenho que assistir urgentemente!!
    Beijooos

    ResponderExcluir
  2. Olá :) Adorei ler a sua opinião, *-* nunca tinha ouvido falar nesse filme, :/ gostei muito do enredo da trama, a proposta é diferente e atrativa, gosto bastante de assistir filmes nesse estilo. O filme "A Família Bélier" deve ser emocionante e reflexivo. :) Obrigada pela dica! ;) Abraço! *-*
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
  3. Deve ser muito bom essa filme. Vou tentar assistir em breve.
    O assunto saindo do clichê chama a atenção.
    beijos
    www.estudiodecriacaoblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ainda não conhecia o filme. mas gostei da indicação. Tenho visto alguns filmes franceses e tenho gostado, o último que assisti foi "20 anos + jovem" (20 Ans D'écart) e achei super divertido!
    Vou procurar por esse =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa... Já estou procurando sobre ele. Obrigado pela indicação <3

      Excluir
  5. Caraca, onde eu estava que não conhecia esse filme? Amei a indicação. Nunca assisti um filme assim, amo os filmes franceses, mas esse não conhecia :O

    ResponderExcluir
  6. Achei bem legal a premissa do filme, nunca ouvi nada que tivemos a surdes como um tema bem trabalhado e achonque seria um ótimo filme para ver e se emocionar, quero saber o desenrolar da história e saber se a menina vai ou não para o concurso e o melhor ainda, é que é françês, nunca vi jm filme desse!

    Abraços e até!!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que sensacional essa premissa! O cinema francês tem o hábito de capturar as coisas simples e complicadas da vida e apresentá-las de maneira encantadora. Assisti O Fabuloso Destino de Amelie Poulain e me apaixonei. Espero gostar de A Familia Belier também.
    Obrigada pela indicação!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá; é a primeira vez que vejo um post sobre esse filme mas pelo que você disse, já fiquei com vontade de vê-lo, parece ter uma história bem interessante e se é uma comédia já me agrada mais.

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho uma relação de amor e ódio com o cinema francês, admito. hehe São poucos os filmes que eu assisti e realmente curto, o último foi o Mince Alors! (Grandes e Lindas) que adorei.
    Vou procurar assistir A Família Belier e espero gostar tanto quanto você :) Adorei o post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o filme e amei. Já anotei e vou assistir. O melhor de tudo foi eu lendo e pensando que era uma familia de verdade, até entender que era filme demorou kkk. Assisto tipo dois filmes frances eu acho e acho tão lindo...espero gostar desse tbm
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie Luis!
    Acho que eu nunca assisti um filme totalmente francês, mas adorei a premissa desse filme, essa coisa dela ter uma família de surdos e cantar. Pelas fotos, a fotografia parece mesmo incrível! Vou anotar a sua dica para ver depois e espero não chorar muito!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia esse filme, confesso. Mas, eu tenho uma amiga que é completamente apaixonada, então provavelmente ela já deve ter me indicado. Acho que vai ser uma boa experiencia pra mim ver um filme totalmente em francês.

    laoliphant.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Não conhecia o filme, mas achei extremamente interessante, principalmente por ela ter uma familia composta por surdos e cantar, o que faz e não faz sentido.

    Abraços
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ahh o cinema francês <3 como não amar? Não conhecia o filme, mas vou por na litsa.

    ResponderExcluir
  15. Acabei de conhecer o filme, vou guardar a indicação. Fiquei interessada e me pareceu ótimo.
    Além disso...como não dar espaço a história como essas?

    http://www.letrascomcafeina.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oii, tudo bem?
    Adorei a ideia do filme, achei mesmo muito interessante, ainda não conhecia ele, já adicionei no meu filmow, quero ver já <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Acho que nunca assisti um filme totalmente francês.
    Achei a história bem diferente, gostei.
    A fotografia é muito bonita.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia o filme, mas gostie muito da presmissa, principalmente pelo tema e por ser fancês.
    Posso estar falando bobagem, se for ignore >.<, mas Os intocáveis é frances também né, e tem muito dessa pegada humorada pra tratar de um tema sério.
    Vou procurar pra assistir ^^

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Parece ser bem delicado e bem produzido o filme. Não costumo ver tantos mas daria uma chance a esse.

    ResponderExcluir
  20. Oie, tudo bom?
    Os filmes franceses sempre reservam boas histórias e gostei muito dessa por abordar a temática da surdez. Não conhecia, mas curti a dica.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir