segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Bear Me Again: Novo Álbum e Entrevista

Indie Rock
Da esquerda para a direita: Luís Lopes, Wendhell Werneck, Diego Ernane e Thiago França. Bear Me Again. Foto: divulgação. 

Para quem se perdeu na vibe de Honeymoon, novo álbum da Lana Del Rey, viemos te encontrar para mais um rolê no universo alternativo, dessa vez sob comando da Bear Me Again e seu novo álbum, que recebe o mesmo nome da banda. Lançado no último dia 5 de setembro, ele conta com faixas inéditas e outras clássicas da banda, como Rose, Run, My Hero, Run, For Motion e Road of Glass. Tive o prazer imenso de entrevistar o Wendhell e, na intenção de fazer algo diferente do que fizemos da última vez (disponível aqui), ficou combinado que eu liberaria a entrevista na íntegra aqui no blog. Novamente, muito obrigado Wendhell. É sempre um prazer ter a banda aqui no P-O.


1 - Mesmo que eu já saiba por já ter lido em um post seu lá no Facebook explicando isso, mas qual é o significado e a origem de Bear Me Again?

Bom, a palavra "bear" pode significar urso, né? E essa é a tradução mais popular da palavra. Então, isso causou muita confusão para muita gente tentando entender o nome. Mas, como verbo, a palavra pode significar algumas outras coisas, e uma delas é "parir", "dar a luz". Então ficaria mais ou menos "me gere de novo" ou "me tenha de novo". Esse nome é uma forma de nos lembrar que a gente nunca vai saber o suficiente, e nunca vai ser bom o suficiente; a gente tem que sempre se reinventar. 

2- Como você explicaria sua música para quem ainda não a ouviu?

Eu diria que ela tem um pouco da essência do Folk e um pouco do sentimentalismo e pegada do Rock britânico.

3-  O tempo em que você passou nos Estados Unidos contribuiu para que as composições fossem em inglês? 

Antes de eu ir para lá eu era fascinado com a língua. Então, eu comecei a querer aprender muito novo, e toda forma de usá-la, para mim, era muito empolgante. 

Eu comecei me aprofundar no inglês e na música mais ou menos na mesma época, então as duas coisas meio que se fundiram e eu acabei me acostumando. Hoje em dia, quando eu tento escrever em português é meio desastroso.

4- Devido ao fato das músicas ser em inglês, você acha que o público externo seria seu público alvo?

Acho que não seria "o" público alvo, mas, como o inglês é um língua universal, o público externo se torna possível.  Eu gosto muito de ter essa porta aberta para, se Deus quiser, poder tocar para o máximo de pessoas possível. Eu nunca pensei em um público alvo; eu sempre pensei em fazer a música da melhor forma possível, e tocá-la onde chamassem para tocar; fosse qualquer um dos cinco continentes. Só a tocar música mesmo importa.

5- Toda a estrutura sonora do álbum se assemelha à outras bandas do mesmo estilo - influências -, mas, ainda assim, ele não deixa de ter suas características próprias, únicas, que causam um déjà vu na segunda escutada. Sobre influências, inspirações, quem ou o que inspira a banda, tanto na parte instrumental quanto referente as letras? 

De todas as bandas que me influenciaram, tem três que estão impregnadas em mim mais profundamente: Coldplay, King of Leon e Red Hot Chili Peppers. Mas, desde que eu comecei a escrever, com 14 anos de idade, até hoje, eu me apaixonei por muitas coisas que também teve papel importante nisso. Algumas bandas como Mumford and Sons, Jhonny Cash, Neil Young, U2, Dry the River e algumas músicas aleatórias que destacaram e entraram na minha playlist permanentemente. 
Bear Me Again
Wendhell Werneck. Foto: Chris Bonfatti 
Mas creio que o que torna a banda diferente das influências que eu tenho, é o fato de os integrantes serem diferentes e virem de culturas diferentes. O álbum foi gravado por dois caras do sudeste, - eu e o Pedro (que saiu da banda há pouco tempo) - um cara do Maranhão, - o Thiago, na bateria -  e um do Paraná - o Tito (que também saiu há pouco tempo). Agora ele está sendo interpretado por um novo guitarrista também do sudeste, chamado Diego Ernane, e um baixista: O Luís Lopes, que nasceu no Mato Grosso do Sul, cresceu em Rondônia e morou em Manaus. Então, tem muita diversidade na banda. 

6- Em algum momento você já pensou em desistir da música? Qual sua reação ao mostrar o que você acabou de produzir (álbum) para família, amigo, fãs, internet?

Sim, muitas vezes. Muitas mesmo! Eu já tentei, mas nunca consegui. Eu sou apaixonado por música desde que me entendo por gente. Não dá pra largar. Já teve época que eu passava 8, 12 horas consecutivas sentado com um violão tocando - nem comia direito, de tão obcecado. 

O sentimento é bem difícil de descrever. São muitos, na verdade. Depois de ter ouvido o álbum 100 vezes, para acertar a mixagem e masterização, eu consegui perceber várias falhas e coisas que podiam ter ficado melhores . Quando eu mostro pra qualquer pessoa, eu imagino que ela também tá percebendo todos esses erros, e me sinto mais ou menos assim: "Cara, eu sei que ainda não tá lá grandes coisas, mas vamos melhorar. Prometo".


7 - Estou ouvindo incessantemente a Rose e, aliás, o vídeo ficou incrível. A letra está bem densa, exatamente como eu gosto. Parabéns. Você se considera uma pessoa religiosa? E, já que entramos nesse assunto, em alguns instantes em Run My Hero, Run é notável a presença, alusão, de um ser abstrato. É só impressão minha ou há influência religiosa nela?

Eu nasci em um lar evangélico. Meu pai e minha mãe são pastores em tempo integral. Eu fui educado baseado nos princípios cristãos. Depois de adulto eu saí da igreja evangélica, por não concordar com algumas coisas. Mas continuo sendo profundamente, totalmente e absolutamente cristão. O cristianismo é a base de tudo que eu acredito e vivo. 90% do que eu escrevo está embasado  ou inspirado na Bíblia ou em alguma experiência que eu tive com Deus. Rose é uma música de revolta. Eu creio que toda a podridão que está acontecendo no mundo, hoje em dia, e vem acontecendo há muito tempo, indica que a profecia da volta de Jesus está prestes a se cumprir. A palavra Hosanna significa "ora vem Senhor Jesus". Mas, apesar de ser a nossa música com mais terminologia religiosa, o que eu mais queria era expressar minha revolta com toda sujeira que tá rolando no mundo, em todo lugar: adultério, putaria, matança, etc, etc, etc. 

Agora, Run My Hero, Run é, na verdade, inspirada no meu pai, que é o cara mais integro, puro e dedicado que eu conheço.

Quando eu era menor, ele achou que eu tinha me perdido na praia, daí ele correu por horas de uma ponta a outra na areia quente me procurando. O refrão veio dessa história.

Bear Me Again
Bear Me Again. Foto: Chris Bonfatti
8- Meio complicado, mas qual é a sua canção favorita? Por quê? 

A que eu mais gosto de cantar é "Blinding Glory of the Acting" acho que ela é sempre foi condizente com o que eu sinto, então eu nunca consegui cantá-la no automático; sempre me emociona e me ajuda a expressar algo profundo. Já a que eu mais gosto de ouvir é Analogies and Metaphors, porque, como ela foi a última a ser escrita (aliás, quase não entrou no álbum), ela tem a nossa cara mais atual. A banda mudou muito desde que começamos a compor, e a "A&M" é a que mais se aproxima do que somos hoje. É, com certeza, a música que pegou forma mais madura de cada um dos músicos que gravaram, tanto como da banda em conjunto, conectada como um todo.

9- Os shows, no momento, só estão acontecendo em BH, certo? Há espaço na agenda para shows fora do estado de Minas Gerais? 

Na verdade, até hoje ficamos em Minas por falta de oportunidade mesmo. Sempre acontecia um empecilho ou outro que atrapalhava nossos planos de sair. Estamos ansiosos para sair tocando Brasil afora e, se Deus quiser, mundo afora também.

10- Quando o álbum vai estar disponível para download através do iTunes?

Eu tenho tentado colocar em todas as plataformas possíveis. Já está disponível no nosso site, no Bandcamp, no SoundCloud, coloquei recentemente no Spotify, Deezer, Rdio, e etc. Espero colocar em breve no iTunes e na Amazon, mas ainda não sei como é o processo, então não sei dizer em quanto tempo vai estar disponível lá. Espero que muito breve.

31 comentários

  1. oie como vai?
    gente como eu não conhecia essa banda *o* adorei o nome, adorei a simpatia na entrevista.

    ResponderExcluir
  2. poxa, acredita que nunca tinha ouvido falar na banda??? Gostei da versatilidade deles, com influências de várias regiões do pais, acredito que isso seja um diferencial que torna a banda única ^^
    Vou escutar a partir de agora. :D

    ResponderExcluir
  3. Oi! Tudo bem?

    Não conhecia a banda e fiquei feliz pelo post, pois gosto de descobrir e ouvir bandas novas. Achei o cara da entrevista bem simpático e o nome da banda é genial. Amei o significado! Vou dar um pulinho no site, já que ele disse que o album está disponível por lá.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  4. Tentando entender até agora como eu ainda não conhecia essa banda, faz totalmente o meu estilo meio folk e meio rock
    estou louca para ouvir alguma música deles, vou procurar agora!!!
    adorei a entrevista
    beijos
    http://myself-here1.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  5. OI Luis!
    Não conhecia a banda, mas gostei que eles ouvem King of Leon e adorei o nome da banda. Eles parecem fazer um som que me agrada, vou tentar conhecer mais da banda!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia a banda, mas eles aparentam serem super simpáticos! Adorei conhece-los e descobrir um pouco mais sobre o trabalho deles.

    ResponderExcluir
  7. Gente, sou de BH e não conhecia a banda! Coloquei aqui para ouvir e achei interessante. Bem diferente do que tenho costume de ouvir (as muitas variantes do metal), mas achei legal para um momento mais tranquilo.
    Muito simpático o Wendhell.

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  8. Nunca ouvi a banda, mas eles parecem ser bem fofos.

    ResponderExcluir
  9. Oie!!
    Nossa, eu literalmente não sou uma pessoa musical, ainda não conhecia a banda mas, já adorei o nome.
    Vou pesquisar mais e ouvir algumas musicas.
    Parabéns pela entrevista, adorei o post.
    ;*

    ResponderExcluir
  10. Ola, tudo bem?
    Nao conhecia esta banda, achei muito legal você abrir um espaço no seu blog para que pessoas de outros estados os conheçam. Achei a entrevista muito legal. Parabéns a banda tambem, com certeza vou procurar no spotify.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  11. Eu não conhecia a banda, não recordo, mas gostei da entrevista. Espero que eles realizem o sonho de conquistar o Brasil com o talento deles.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ainda não conhecia a banda, mas gostei bastante da entrevista e principalmente das outras bandas que influenciaram eles, nossos gostos batem hahaha!
    Adorei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia essa banda, mas eles pareceram bem simpáticos na entrevista! Vou dar uma pesquisada em algumas músicas dele no you tube....

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  14. Hey,

    Não conhecia a banda, mas achei bem interessante a forma como eles descreveram o som deles; me deu vontade de conhecer as músicas deles. O nome e o que está implícito nele são bem diferentes, acho que eu não iria chegar a essa conclusão nunca. Gostei muito da entrevista. Parabéns.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  15. Oi Luis, eu não conhecia a banda ainda mas confesso que com o seu post eu fiquei bem curiosa e fui atrás de algumas músicas, e eu não acredito que eu não tinha ouvido antes!!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia a banda mas amei conhecer.
    Nunca tinha lido uma entrevista com uma banda que não fosse famosa, gostei muito das respostas e espero que eles conquistem o Brasil todo.

    Jéssica Rodrigues
    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  17. Olá Luis, adorei a entrevista! É uma ótima forma de conhecer a banda, pode ter certeza que estarei acompanhando os caras mais de pertinho de agora em diante.

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá, não sou muito ligada em música e talvez por isso eu ainda não conhecia essa banda, mas gostei bastante, achei a entrevista super bacana e vou dar uma pesquisada nas músicas =D

    ResponderExcluir
  19. oiee, eu ainda não conhecia a banda, eu achei eles super simpaticos!

    ResponderExcluir
  20. Olá, não conhecia a banda, deve ser porque não gosto do estilo, mas os cantores parecem ser bem simpáticos.

    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Caramba, sério, muito obrigada por essa entrevista! Eu não conhecia a banda, mas ela faz exatamente o meu estilo. :D

    ResponderExcluir
  22. Oie, Luis.
    Nunca tinha ouvido falar da banda, mas gostei de conhecê-los.
    Deu pra perceber que são bem simpáticos.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  23. Eu não conhecia essa banda, mas só pela entrevista já vi que são muito simpáticos e vou adorar conhecer o trabalho deles.
    Gosto de gente assim, que conversa sem mesmo hsuahsua

    Beijoos!
    Barb
    Toca dos Livros

    ResponderExcluir
  24. Oi, Luis!
    Eu não conhecia a banda, mas eu gostei muito das influências deles. Vou buscar mais informações sobre o trabalho deles porque gostei do estilo! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  25. Luís, vou pesquisar mais sobre a banda. Eu não conhecia ainda. Adorei a entrevista.

    ResponderExcluir
  26. Nossa, não conhecia!!! Já estou querendo ouvir mais deles!
    Espero que obtenham muito sucesso. E o nome da banda MELHOR DO MUNDO!!!

    ResponderExcluir
  27. Não conhecia e amei a entrevista e conhecer a banda, simpatia pura ^^
    O nome é bem criativo, vou atras das musicas ^^
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oie, tudo bom?
    Foi bom conhecer a banda através do post porque sempre tenho vontade de conhecer músicas novas. Gostei de saber da perseverança deles com o trabalho na música.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Muitos simpáticos, adorei! As respostas foram muito descontraídas e bem escritas, adorei! As perguntas também foram muito bem feitas! :)

    Abraços e até!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir