terça-feira, 15 de setembro de 2015

Fique Onde Está e Então Corra (John Boyne)

Fique Onde Está e Então Corra

Mais um livro do John Boyne, e sobre período de guerra. Desta vez foi sobre a Primeira Guerra Mundial e com enredo bem diferente do Menino do Pijama Listrado, mas, ainda assim, emocionante.

Entre os dois, o Fique Onde Está e Então Corra contém mais informações comparado ao Menino do Pijama Listrado, mas ainda muito escassas sobre esse tema. Em contrapartida, este tem o final, de longe, mais emocionante

Se você está procurando algo mais informativo, deveria experimentar Escondendo Edith, O Pianista, O Sobrevivente, O Diário de Anne Frank ou até mesmo Dora, mas são mais focados na Segunda Guerra Mundial.

Alfie Summerfield tinha apenas cinco anos quando seu pai, Gorgie Summerfield, se voluntariou, em 1914, para defender a sua nação durante a Guerra. Todos estavam perdidos, segundo a sua avó, e , de fato, estavam. Quatro anos dura todo o livro e todo esse tempo foi suficiente para muitas mudanças acontecer. A miséria estava próxima, seus 18 aparentavam tão próximos (ano de alistamento obrigatório) e o natal que supostamente acabaria com aquele inferno já havia passado, não trazendo o que esperavam: suas vidas de sempre.

Fique Onde Está e Então Corra

Aos nove anos de idade, Alfie descobre a causa pela qual seu pai havia parado de escrever há um ano, e ela não era uma das melhores, mas poderia ser uma das piores. Seu pai estava louco, devido aos danos psicológicos causados pela guerra, e a duas horas de sua casa. É, então, quando Alfie bola um plano que muda a vida do seu pai.

Eu gostei muito da capa. Dá para dobrar sem amassar com facilidade, mas não tem marca páginas que, sinceramente, não me serve para nada. As páginas são simples, mas nos capítulos, as fontes mudam, o que eu achei bonitinho. Deixo aqui os meus parabéns ao Henrique Szolnoky que o tão bem traduziu ( e, se ver isso aqui, me explica como pronuncia seu sobrenome, por favor?)

Editora: Seguinte / Páginas: 219 / ISNB: 9788565765765558


Nenhum comentário

Postar um comentário