quinta-feira, 3 de setembro de 2015

As Doze Tribos de Hattie (Ayana Mathis)

As Doze Tribos de Hattie
Tenho uma linda história para contar sobre As Doze Tribos de Hattie. Faltei aula e fui dar um rolezinho. Entrei nas Americanas para comprar um filme e levei um livro. Não estava nos meus planos.

Eu peguei o filme, o livro estava 20, fui pro térreo da loja e vi que a borda do DVD estava coisada. Subi pra trocá-lo, o livro estava 10, parei e levei-o. Quando passei no caixa a moça me perguntou "As Doze Tribos de quem?". Eu olhei para ela com essa cara > '-' < e lá estava o livro por 6 reais. Incrível. 


As Doze Tribos de Hattie

Dei uma lida na sinopse antes e ela tinha me agradado, mas, gente, não julguem um livro pela sinopse. Esse livro é bem mais do que palavras podem descrever. 

Amargurada após a morte dos gêmeos Jubileu e Filadélfia, Hattie vive na Pensilvânia, para onde imigrou por questões raciais.  O livro conta como a família Shepherd chega e se estabelece na Filadélfia e a cada capítulo mostra, do ponto de vista de alguns membros da família, de forma cronológica, como isso ocorreu.    

As Doze Tribos de Hattie
As Doze Tribos de Hattie
O livro é muito bem narrado e muito bem traduzido. O tema é outro assunto a ser discutido. A autora consegue evidenciar o quão dura pode ser a vida sendo negro, independente da sua época. Outros temas secundários também estão inclusos dentro dos 10 capítulos como, por exemplo, a homossexualidade, ambição, religião e adultério.

Momento piadinha: eu achava que minha família era problemática, mas depois que conheci a da Hattie tive que rever meus conceitos. Para cada filho, um problema mirabolante que já te deixa pensando o o quão louco deve ser o próximo capitulo. Mas isso não se torna um ponto negativo. Pelo contrário, só deixa a leitura mais excitante. 

As Doze Tribos de Hattie
O livro tem páginas amareladas e um pouco grossinhas. Não gostei muito da capa e da sua cor, parece um livro qualquer, sem uma boa história. O nome tem pouca ligação com a história em si e quem julga livro pela capa já teria dançado. Seria trouxa. Não julguem livro pela capa e escovem os dentes.

Editora: Intrínseca / Páginas: 224 / ISBN: 9788580574920

4 comentários

  1. Égua, já eu gostei muito dessa capa, quero sim um livro laranja hausha Eu curto histórias que se passam dentro de famílias, e já que você falou que é uma toda cheia de problema me animou mais pra ler. Queria que o preço dos livros abaixassem tão rápido assim, iria comprar tudo

    enquantotipico.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me amarro nuns livros com precinho baixo kk

      Excluir
  2. Haha, gostei marcela *------*
    Lindas as fotos ♥♥♥

    ResponderExcluir