sexta-feira, 12 de junho de 2015

No amor, eu sou amador

Coração Partido


Depois da minha primeira e única, até então, desilusão amorosa, se apaixonar tornou-se algo evitável na minha vida. Sabe quando você canta música de Deus ao ir à cozinha de madrugada porque está com medo do capeta? Pois é, em outra ocasião, eu canto Homewrecker da Marina and the Diamonds e enfatizo no I don't belong to anyone só pra ter certeza que estou bem quando o crush passa.

De certa forma, eu tenho medo de me arriscar. Sentimentos são fáceis de mudar e, para a maioria, eles não têm mais valor. Se divertir com a pessoa errada até encontrar a pessoas certa faz-me sentir como um jogador de Roleta Russa que troca seus sonhos, sua vida, por algo momentâneo, que, mais cedo ou mais tarde, poderá causar danos incalculáveis.

Às vezes brinco dizendo que serei o Virgem Luís. Tenho dois problemas que dificultam minhas relações: excesso de expectativas e baixa autoestima. Ora não sou bom suficiente para ninguém, ora ninguém é bom suficiente para mim, assim segue a situação.

7 comentários

  1. Olá, como está?
    Adorei seu blog e gostaria de te convidar a fazer parte do projeto "turbonauta", lá reunimos os melhores blogs da atualidade e o seu seria bem vindo entre eles, é simples, rápido, sem cadastro e grátis, lá você poderá divulgar seus links diariamente aumentando suas visitas, passa lá.
    Até mais e tenha um ótimo fim de semana!
    http://turbonauta.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Awn, Péricles <3
      Você só criou uma conta aqui pra comentar? Que fofa *-* kkk

      Excluir
    2. Não Marcela, já tinha :* Kkkkkkkk

      Excluir
  3. Respostas
    1. Boa pergunta, Ju. Fico te devendo essa kk

      Excluir